Sindifiscal-TO promove encontro sobre participação política no próximo dia 19

14 Setembro 2018
(0 votos)

“A pior escolha é votar nulo e entregar para outras pessoas o seu destino”, afirma palestrante

Para tratar de assuntos como a ampliação da participação política do Fisco nas esferas de poder, análises do cenário político e diretrizes para estreitar o relacionamento com a sociedade, o diretor para Assuntos Parlamentares e Relações Institucionais da Federação Nacional do Fisco Estadual e Distrital (Fenafisco), Pedro Lopes de Araújo, virá à sede do Sindifiscal, no próximo dia 19, às 15h, para dar continuidade a um ciclo de palestras encabeçado pela Federação com extensão por todo o país.

Seguindo a rota do projeto, o diretor da entidade já percorreu os estados do Piauí, Rio Grande do Norte, Mato Grosso, Sergipe, Pará e Santa Catarina, e revela expectativa pelo evento no Tocantins “devido o histórico de elevada conscientização política dos servidores e dirigentes sindicais”.

Contexto

Em entrevista ao Sindifiscal, Araújo destaca o objetivo de comunicar sobre “a importância do engajamento no pleito de 2018, votando e apoiando - dentro das regras eleitorais - candidatos comprometidos com o estado de bem estar social, o serviço público e o fortalecimento da administração tributária”. O diretor também avalia a “experiência recente de inúmeros ataques aos direitos” como fator que gera conscientização da “necessidade de exercer a cidadania. A pior escolha é votar nulo e entregar para outras pessoas o seu destino”, enfatiza.

Durante a entrevista, Araújo avaliou o contexto político e tributário que torna urgente o debate sobre o crescimento da participação da categoria de auditores nas decisões que influem diretamente sobre a sociedade.

Perguntado sobre pautas polêmicas em curso no congresso nacional, Araújo evidenciou as reformas previdenciárias e tributárias. Sobre a Previdência, o alerta da Fenafisco se deve ao entendimento de que “qualquer vencedor do pleito presidencial, do centro-esquerda à direita, encaminhará essa discussão ao Congresso”, sendo que medidas “mais amenas” são esperadas dos partidos de “centro- esquerda”.

“De todo modo, quanto mais parlamentares conseguirmos eleger comprometidos com o estado social e o serviço público, maiores são nossas chances de preservar ou ao menos minimizar as possíveis perdas”.

Sobre a Reforma Tributária, Araújo diz que as mudanças “atingem frontalmente o fisco estadual porque o atual consenso é o encaminhamento de uma proposta visando unificar os tributos incidentes sobre os bens e serviços”, o que contraria o entendimento da Fenafisco, que é a favor da “autonomia dos entes. E por tanto, da necessidade de preservar as receitas própria dos Estados, e se possível até reduzir a dependência em relação a União”.

Outro ponto importante da discussão tributária é a matriz da arrecadação. De acordo com o entendimento da Federação, “é necessário focar mais na renda dos que hoje não pagam ou pagam muito pouco esse imposto, em especial os recebedores de lucros e dividendos”, ponderou Araújo.

“A classe média assalariada é muito penalizada com o modelo tributário brasileiro, que equaliza as contas públicas por meio do congelamento da tabela do imposto de renda. Na verdade, não temos imposto sobre renda de pessoa física no Brasil, e sim imposto sobre recebimento de salários, proventos e pensões”, acrescentou.

Sindifiscal

“É um enorme prazer trazer ao âmbito do Tocantins a excelência da Fenafisco em debater e participar do curso histórico de pautas tão importantes para o Brasil. Entendemos a necessidade de contribuir com o desenvolvimento do país. Esse entendimento começa com o nosso trabalho enquanto auditores, mas passa essencialmente pela política. É nosso dever refletir sobre esse processo”, comentou o presidente do Sindifiscal João Paulo Coelho.

Serviço:

O que? Ciclo de palestras da Fenafisco que terá edição no Tocantins
Onde? Sede do Sindifiscal
Quando? Quarta-feira (19) às 15h
Confirmações: O Sindifiscal quer reunir a categoria e políticos do estado para debater o tema. A organização do evento está em fase de confirmações de presença.
A federação preparou um cronograma detalhando os estados em que o ciclo de palestras ainda ocorrerá. Confira:

18/9 - Sindicato da Carreira de Auditoria Tributária do Distrito Federal | SINAFITE-DF
18/9 Sindicato dos Auditores Fiscais da Receita Estadual de Minas Gerais | SINDIFISCO-MG
19/9 - Sindicato dos Auditores Fiscais da Receita Estadual do Tocantins | SINDIFISCAL-TO
21/9 - Sindicato dos Auditores Fiscais da Receita Estadual do Rio de Janeiro | SINFRERJ-RJ
21/9 – Sindicato dos Auditores Fiscais da Receita Estadual de Mato Grosso do Sul | Sindifisco-MS
21/9 – Sindicato do Fisco Estadual do Acre | SINDIFISCO-AC
24/1 - Sindicato dos Fiscais de Tributos do Estado de Roraima | SINFITER-RR
25/9 - Sindicato dos Auditores Fiscais de Tributos Estaduais do Estado do Amazonas | SINDIFISCO-AM
26/9 - Sindicato dos Auditores Fiscais da Secretaria da Receita Estadual do Amapá | SINDIFISCO-AP

Fonte: Sindifiscal - TO

Ler 21 vezes